terça-feira, março 27, 2007

Mamães e Papais! Vejam que legal!

Estamos voltando ao Brasil....
Daisypath Ticker


Esse site é muito interessante para quem:
  • Tá esperando um herdeiro!
  • Adotando
  • Amamentando
  • Esperando a cegonha
  • Tentando encomendar um
  • Fazendo aniversário...
Você vai lá e escolhe o idioma. Depois é só seguir os passos!
Super fácil!
Só que não tem em português...
Eu já experimentei...

Blog como PORTA-FÓLIO

Porta-fólio... que que é isso mesmo?
Bem, o conceito de porta-fólio pode ser encontrado na sua origem (Arte) como o lugar que os profissionais selecionam e apresentam suas produções diversas.
Na Educação, utilizamos o porta-fólio como uma coleção de atividades de aprendizagem do aluno, durante um período. Essas atividades são organizadas pelo aluno, com a orientação do professor, e que podem ser diferentes e complementares. Não é só prova ou exercício que está no porta-fólio do aluno! Lá podem ser depositados todas as suas experiências mais relevantes junto com a sua opinião ou idéias sobre o mesmo.
O porta-fólio pode se materializar de diversas maneiras: pode ser uma caixa, pode ser uma pasta, pode ser uma(s) gaveta(s), enfim, o que for de acordo com a orientação do curso ou grupo.
Na escola primária, o porta-fólio é o próprio processo de avaliação, pois ele evidencia todo o percurso do aluno naquele período. Nada melhor para o professor que utilizá-lo, pois ele ajuda a corrigir o aluno no processo e não no final do ano letivo.
No secundário e no ensino superior ele pode ser usado de várias maneiras: por disciplina, por semestre, ano letivo, etc. A criatividade do aluno nessa faixa etária é grande e se torna um instrumento eficaz de acompanhamento.
Blog como PORTA-FÓLIO
O blog pode ser um ótimo porta-fólio. Nele podemos registrar, de forma mais específica e/ou geral as atividades relevantes do aluno, da turma, do curso, do processo de aprendizagem etc.
É muito bom e nos motiva muito visitar um blog como porta-fólio, pois você vai acompanhando o processo de evolução com maior amplitude.
Aliás, já existem porta-fólios definidos em sistemas de ensino, como no Canadá, como instrumento de acompanhamento dos alunos. Então, o aluno entra no ambiente virtual, podendo ser uma plataforma de aprendizagem, faz as atividades, lê e revisa as tarefas, manda recados para os colegas e professores, visita um recurso de alguma matéria específica, o professor também manda recados para os alunos e pais, e assim por diante...
Claro! Não estou comparando e nem tentando impor uma idéia! Pelo contrário! O blog pode ser nossa alternativa para a falta de computadores, a falta do acesso, a falta de recursos, pois de qualquer lugar e apenas com um computador, uma turma toda pode desenvolver seu blog. É só organizar!
Exemplos de Blogfólios:
Blog da turma: Jardim da Alegria
Experiências no pré-escolar
Pequenas pegadas
Blog profissional: Experiências

Abaixo deixo uma apresentação sobre porta-fólios.


sexta-feira, março 09, 2007

Porta Curtas - Brasil



O Porta Curtas é um portal onde você encontra uma grande quantidade de curtas metragens e de uso diversificado. São vários títulos e possibilidades de utilização. Você encontra lá as estatísticas dos mais usados, os indicados por temas e os indicados para uso pedagógico. O filme mais visto no Portal é o Ilha das Flores.
Uma equipe de pedagogos trabalha na indicação dos filmes para aplicabilidade em contexto educacional, apontando faixa etária, nível de ensino e disciplinas ou temas transversais.
Para quem não conhece, vale a pena conhecer. Tem uma parte que orienta o professor no uso do filme selecionado e na utilização na escola.
Basta se cadastrar!
Filme:
Ilha das Flores

Blogueiros também erram

-Mafalda: Mãe, você que futuro enxerga naquele movimento pela liberação da...

Blogueiros também erram

Ralphe Manzoni Jr. publicou no IDG NOW 10 (dez) erros que devem ser evitados. Se liga!

Erro número 1 - Não atualizar Se você construir, eles virão. É assim com a audiência. Criar um blog e não pôr em vigor um ciclo de atualizações, é o primeiro passo para o fracasso. Estabeleça uma meta e a compartilhe com seus leitores.

Erro número 2 - Blogar somente por dinheiro. Existe uma corrente chamada de Pró-Bloggers, pessoas que estão conseguindo viver com as receitas dos blogs com os links patrocinados. OK, dinheiro é importante, mas não é tudo na vida. (Que bela filosofia de botequim). Vamos então às estatísticas: 99% dos blogs não conseguem fazer mais de 100 dólares por mês. Desista agora se o motivo que o leva à blogosfera é o dinheiro.

Erro número 3 - Fazer um post com pressa Você quer ser sempre o primeiro a comentar um assunto que está bombando para ganhar mais destaque ou prestígio. Mas você checou e rechecou? É uma técnica elementar do jornalismo - que muitos jornalistas esqueceram - que deve ser usada na hora de subir um post.

Erro número 4 - Não adotar um tom pessoal Um blog não usa o estilo de texto do Jornal Nacional ou da Folha de S. Paulo. Os seus leitores querem ouvir sua opinião e o seu ponto de vista sobre algum assunto.

Erro número 5 - Abandone o copy and paste Copiar e colar (de copy and paste, em inglês) é o que muitos blogueiros fazem por aí. Encontram um texto na internet, copiam e colam e nem sequer citam a fonte ou publicam o link original. Você quer ser único e fazer diferença na blogosfera? Bem, deixe para lá o copy and paste. Você é mais original, não?

Erro número 6 - Não responder aos comentários Você quer construir uma comunidade e ser respeitado por ela? Respeite também a opinião de seus leitores e estabeleça um diálogo. Nunca deixe de responder um comentário (e com educação).

Erro número 7 - Não oferecer um RSS completo Se você não publica 10 posts por dia não há razão para não oferecer um RSS completo. Você pode imaginar que o tráfego ao blog vai cair, mas há vários relatos na blogosfera de que ele aumenta, em razão da fidelidade dos usuários.

Erro número 8 - Não se comunicar com outros blogs Você está na blogosfera e precisa criar sua rede de contatos. A maneira mais fácil é comentando em outros blogs ou usando redes sociais.

Erro número 9 - Escrever para um mecanismo de busca, não para pessoas Os mecanismos de busca são cada vez mais geradores de tráfego para os sites. Identificar temas de interesse e blogar sobre eles pode ser uma boa estratégia desde que esteja dentro do tema do seu blog. Pense somente na sua comunidade quando for escrever. Eles estão na frente de qualquer mecanismo de busca.

Erro número 10 - Não ler o Blog dos Blogs no IDG Now! Essa é a que todos vão gostar. Você ia perder essas dicas preciosas...

Fonte: Contextos